Nicolás Pauls faz um chamado contra a produção de ovos na argentina

O músico e ator Nicolás Pulas uniu forças com a ONG internacional Sinergia Animal e gravou um vídeo de uma investigação realizada pela organização com imagens inéidtas que mostram as condições deploráveis e a crueldade animal nas granjas produtoras de ovos na Argentina.

 

“Está na hora de todos conhecerem o que consomem. Que conheçam o sofrimento, o maltrato e a imundice em que os animais não-humanos que são consumidos pelo homem vivem.

Já é tempo de saber para podermos lutar para mudar as condições de vida deles, começar a respeita-los para que quem se alimente deles saiba o que está ingerindo e a injustiça que exista por trás disso", declarou Nicolás.

 

As imagens são impactantes. Os animais vivem confinados em gaiolas minúsculas, alguns com partes de seus corpos sem penas, machucados e com diversas galinhas mortas em putrefação convivendo nos mesmos espaços que as vivas. As gaiolas e os pisos dos galpões frequentemente estão cobertos de fezes.

De acordo com a própria indústria, mais de 98% da produção nacional de ovos é realizada dentro deste sistema, que é chamado de 'gaiolas em bateria'. Nele, cada animal tem um espaço menor que uma folha de papel A4 para viver e as galinhas não podem sequer caminhar ou abrir suas asas completamente.

Imagens de granjas argentinas obtidas pela Sinergia Animal

Os estudos científicos apontam que em situações extremas como estas, os animais sofrem de stress e frustração por praticamente suas vidas inteiras e tem problemas dolorosos como debilidade óssea e osteoporose. As gaiolas em bateria convencionais são consideradas tão cruéis que foram proibidas em toda a União Europeia, Nova Zelândia, Canadá e em alguns estados dos Estados Unidos.

 

A filmagem também aborda os problemas de saúde pública, como o nível elevado de contaminação por salmonella em sistemas de produção que utilizam gaiolas. O estudo mais completo já realizado sobre o tema foi desenvolvido pela União Européia. Os resultados mostram que devido a diversos fatores - como a alta densidade e número de animais confinados no mesmo espaço - o risco de contaminação por salmonella é pelo menos 20 vezes mais alto em sistemas que usam gaiolas - comparados com sistemas lives de gaiolas. 

“Esta realidade não pode mais ser ignorada. É necessária a difusão destas imagens e questionar-se se realmente querem se alimentar disto e serem cúmplices da barbárie", acrescentou Nicolás.

Em 2018, com pouco mais de um ano de trabalho, Sinergia Animal foi reconhecida como uma das ONGs de prteção animal mais eficazes do mundo pela renomada instituição Animal Charity Evaluators (ACE).